Culto aos Orixas

Kawo Kabiesile Oba Efun Oloju Inon Inon Bara Onule (Nao olhe o Rei, a face do Leao e de fogo, como o fogareiro da casa.)


 
 
 
Após refletir muito, tomei a decisão de me candidatar a deputado estadual por São Paulo, cidade   que recebe  todos que aqui buscam trabalho ou simplesmente a passeio. Nosso estado é o que mais contribui com impostos e o retorno é pouco diante dos bilhões que a união recebe,desta forma os investimentos são reduzidos.
A corrupção é absurda e retira dos cofres públicos milhões de reais, diminuindo os recursos de forma astronômica e investimentos nas áreas da saúde, educação, segurança pública, transporte público de qualidade além de desvalorizar os profissionais aumentando o descontentamento da população .
Reeleger candidatos que nada fizeram em prol da sociedade a não ser seus próprios interesses escusos. O ideal seria não reeleger nenhum candidato e sim por pessoas sem vícios. Não sou o "salvador da pátria", mas alguém que procura o bem comum.
Meus objetivos  e metas :
1) Educação: Educação de base de qualidade, pois esta é fundamental para o desenvolvimento profissional dos cidadãos;
2) Saúde: A saúde precisa de maior investimento no setor público, o atendimento à população  deve ser universalizado;
3) Segurança: A Segurança Pública precisa de uma maior atenção, com valorização do funcionário, uma revisão salarial compatível com o trabalho, diminuição da carga horária  além de um número maior de servidores;

Pretendo lutar também contra a intolerância seja religiosa, sexual, racial e social.

Sou sacerdote iniciado ha mais  de duas décadas e meu filho carnal sofreu discriminação por ser do candomblé na escola onde estudou, eu bem sei da intolerância religiosa que somos alvos por por parte de outros seguimentos e não somos considerados como  religião e sim como seita. onde nosso país é laico se somos recriminados por cultuar nosso sagrado?

Pretendo ser sim uma voz no poder público e ao menos minimizar essa conduta discriminatória ao povo de santo, organizar uma comissão de iniciados no axé e juntos discutir propostas em prol da nossa fé, nossa religião, nosso sagrado.

Qual a diferença de culto se a igreja católica cultua seus santos e mártires que viveram na terra e os evangélicos que cultuam o Cristo que também passou pela terra, ora a única diferença que percebo é que nós cultuamos a natureza de forma a preservar o mundo no qual vivemos.


 

Os Orixás são as forças da Natureza

Com certeza o Culto aos Orixás é uma das religiões mais belas e discriminadas de todas, não só por pela sociedade como um todo, mas principalmente pelos próprios adeptos.
O problema mais comum é a vergonha que muitos têm de admitir que são da religião dos Orixás e como se isso já não fosse o bastante, ainda existem aqueles que vulgarizam o Culto, com atitudes débeis e inconsequentes, o que acaba dando mais e mais motivos para que as pessoas continuem falando mau do Culto aos Orixás e se envergonhando. O pior é quando essas atitudes que denigrem a imagem do Culto vem por parte de quem devia dar o exemplo, os ditos, "Babalorixás" e "Ialorixás". É revoltante ver como que algumas pessoas fazem dessa Religião uma espécie de comércio barato, distorcendo a verdade dos fatos apenas para auferir uma vantagem.
Fica claro que os sacerdotes de tanto nome dos quais ouvimos falar, não possuem o mínimo de sabedoria e conhecimento que o cargo exige, na verdade é muito pelo contrário, são pseudo-sacerdotes que parasitam a sociedade e agem com ervas-daninha impedindo que o Culto floresça.
Infelizmente esta é uma característica comum em boa parte dos seres humanos e por isso é tão difícil separar o joio do trigo. O ser humano acaba, vulgarizando, menosprezando e destruindo, alguns fundamentos da vida  pelo puro e simples jogo de interesses, onde acaba por se entregar e se perder numa cultura baseada em disputas sem sentido para atingir interesses banais, abandona seus valores e passa a acreditar que pode passar por cima de tudo e todos, inclusive da Natureza, a nossa verdadeira fonte de Energia e Vida, o que não deixa de ser algo absurdo.
A Natureza sempre se mostrou e se mostra muito além da nossa compreensão e toda história prova isso, nós dependemos da Natureza e não a Natureza de nós e quando o passamos a agir como se fosse o contrário, a Natureza sempre nos traz de volta ao chão. Recentemente temos tido alguns vislumbres do poder da Natureza, um bom exemplo foi o tsunami que devastou a Indonésia, mas também vemos com frequência furacões que assolam países da América, vulcões, nevascas, tempestades tropicais e elétricas. Este é um tipo de sinal que pode ser interpretado de várias maneiras e cada um tem o livre arbítrio para isso, reconhecer ou não a importância que a Natureza tem e a necessidade de unidade, de equilíbrio.
Nós que cultuamos Orixá já temos em mente que fazemos parte da Natureza e que devemos buscar o equilíbrio, mas sei que todos aqueles que lerem este texto concordarão, no fundo, que todos nós somos filhos da Natureza.
Eu sou filho da Natureza. Sou filho do fogo, dos raios e do Sol. Sou filho das águas, do vento e do ar. Sou filho da chuva, das  matas e das folhas. Sou filho da luz, do tempo e da terra. Sou filho da Lua. Sou filho do mar.

Bem vindos ao culto dos Orixás, Bem vindos ao culto da Natureza, Axé!

  Ilé Mopé ô

(Terra eu te saúdo)

 

O artigo 5º da Constituição Federal dispõe que é inviolável a
liberdade de consciência e de crença e que ninguém será
privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de
convicção filosófica ou política
A lei determina uma pena de reclusão de um a três anos,
além de multa para os crimes relacionados ao preconceito
religioso.
Se o crime for cometido por intermédio dos meios de
comunicação social ou publicação de qualquer natureza a
pena aumenta para dois a cinco anos de reclusão, além da
multa. Poderá ocorrer também a proibição das respectivas